Estudo sobre desenvolvimento regional, comandado por Vitor Lippi, avança neste semestre na Câmara dos Deputados

26 de Julho de 2016, 12:00

O Centro de Estudos e Debates Estratégicos (Cedes) da
Câmara dos Deputados, deverá concluir até o fim deste semestre, os trabalhos
acerca do estudo proposto pelo deputado federal Vitor Lippi (PSDB/SP). A
proposta tem como foco o planejamento estratégico para subsidiar e incentivar o
desenvolvimento regional, em parceria com as instituições de ensino superior
instaladas nas várias regiões do País.

Segundo deputado sorocabano, existem hoje no Brasil cerca
de 1.300 campi universitários, entre públicos, privados e institutos federais,
todos acumulando conhecimentos que precisam ser direcionados para a produção e
geração de riquezas. “Sabemos que hoje é possível produzir mais e melhor por
meio do planejamento e do conhecimento. E o conhecimento está nas instituições
de ensino superior, com milhares de professores e alunos extremamente bem
preparados. Com isso, devemos levar o saber das universidades, dos centros de
pesquisa, para quem está produzindo nas regiões brasileiras, para quem está nas
microrregiões, o agricultor, a pequena empresa."

Vitor Lippi discutiu o modelo de integração de
desenvolvimento regional, em progresso dentro do seu estudo no Cedes, durante
palestra promovida pelo colegiado. Entre os presentes, o ex-ministro da Fazenda
Paulo Haddad, que destacou a importância das universidades e centros de ensino
superior para a economia e desenvolvimento local.  "A universidade é o principal centro de
informação, conhecimento e inovação tecnológica que nós temos. Dificilmente uma
região pode se desenvolver sem cooperação e integração com a universidade.
Todos devem participar na formulação de soluções" 

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI)
também esteve presente ao debate.  Carlos
Frees, representante da ABDI, ressaltou a importância do trabalho em rede como
agente do compartilhamento de conhecimento, tornando as cidades brasileiras
mais sustentáveis.

Para Lippi, é preciso
formular propostas e construir metodologias para que as universidades sejam
centros de planejamento e desenvolvimento regional. “A minha proposta dentro do
Cedes é ver as instituições, os alunos e professores, integrados, pensando as
regiões onde vivem, mapeando as potencialidades, despertando vocações,
ampliando a geração de riqueza por meio do conhecimento, pois, onde a economia
vai bem, existe progresso. ”

Crédito das fotos: Lucio Bernardo Jr. / Acervo / Câmara dos Deputados