Subcomissão Especial de Telefonia Móvel e TV por Assinatura ouve o presidente da Telebras

25 de Junho de 2015, 19:30

Em mais uma audiência pública, o
presidente da Subcomissão Especial de Telefonia Móvel e TV por assinatura,
deputado federal Vitor Lippi (PSDB-SP) debateu com o presidente da Telebras,
Jorge Bittar, um modelo de prestação de serviços de telecomunicações que possa
atender a população com qualidade e preços mais baixos.

Para Lippi, o processo
democratização dos meios de comunicação como a banda larga, passa pela redução
de custos. “Não adianta você ter internet na sua cidade se ela é muito cara”.

Mais uma vez a redução de
impostos esteve na pauta e para o presidente da Subcomissão, a diminuição dos
tributos é um meio de oferecer serviços mais acessíveis aos consumidores. Para
Bittar, a desoneração da carga tributária baixaria preços, o que levaria ao
aumento da demanda sem prejuízos na arrecadação dos estados que temem a perda
de orçamento e com isso resistem à redução.

Para o deputado sorocabano, a democratização
da banda larga no Brasil é um dos maiores desafios do país onde mais da metade
da população continua sem acesso à internet. “É preciso compartilhar este
grande benefício que é a internet com todos os brasileiros. Nós sabemos que a
criança, o estudante que não tem acesso está prejudicado em várias áreas do
estudo e da profissionalização e esta é uma das metas da subcomissão, buscar
meios de democratizar a banda larga no país”.

 A última pesquisa do IBGE (Instituto
Brasileiros de Geografia e Estatística) mostrou que 49,4% dos brasileiros com
idade a partir de 10 anos estão conectados à internet.  E entre os domicílios com o serviço, apenas
48% das residências têm acesso. De acordo com a União Internacional das
Telecomunicações, o Brasil está atrás da média europeia que é de 78% e do
continente Americano, com 57% das casas conectas a rede mundial de comunicação.