Vitor Lippi vota favorável ao impeachment da presidente Dilma Rousseff

17 de Abril de 2016, 21:00

Após quase 43 horas de trabalho, na
sessão mais longa da história da Câmara dos Deputados, o deputado federal Vitor
Lippi (PSDB/SP) votou ‘sim’ pela continuidade do processo de impeachment da
presidente Dilma.

Ao proclamar seu voto em Plenário, o
deputado sorocabano citou os moradores da região que o elegeu, da família e dos
danos que o governo PT vem causando aos brasileiros. “Em nome de todos os
moradores de Sorocaba e da nossa querida região, em nome da minha família, em
nome das pessoas que estão esperando atendimento nas portas dos hospitais deste
país, contra a corrupção, contra a mentira, contra o populismo, a favor da
volta dos empregos neste país e pelo Brasil, voto sim ao afastamento da
presidente Dilma.”

A sessão que teve início na tarde de
domingo foi de muita emoção e também de alguns momentos de tensão. Apesar de
defender que a única saída para a retomada do crescimento do Brasil passa pela
mudança de governo, todos os votos foram atentamente acompanhados pelo
deputado. “Contávamos com a vitória, mas para isso o processo exigia duas vezes
mais os votos favoráveis ao impeachment. A mobilização nas ruas, a pressão da
sociedade e as articulações políticas conquistaram os 342 votos necessários e
isso representa vitória aos brasileiros, os maiores protagonistas do que vimos
ontem”. Afirmou.

O placar final foi de
367 votos favoráveis, 137 contrários, 7 abstenções e 2 ausências. Toda a
bancada do PSDB votou ‘sim’ pela admissibilidade do processo, que agora segue
para o Senado Federal, onde serão necessários 42 votos de um total de 81
senadores. A previsão é de que a votação aconteça no dia 11 de maio. O
afastamento da presidente Dilma só acontecerá após análise do mérito no
Plenário do Senado Federal, cabendo ao vice-presidente assumir o comando do
país.